Segala News
Meu INSS será divulgado em campanha nacional; confira os serviços oferecidos
05/12/2018

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) lançou nesta semana a campanha nacional de divulgação da central de serviços Meu INSS, que contém todas as informações da vida laboral dos segurados, além de permitir fazer consultas e realizar agendamentos. A ação, que traz como conceito: “Meu INSS. Precisou? É pra já!”, visa a destacar a praticidade da central de serviços e é promovida pela Secretaria Especial de Comunicação Social do Governo Federal (Secom) em parceria com o instituto.

Até o final do mês, será possível acompanhar a veiculação da campanha em transportes públicos, rádio e redes sociais, como Linkedn, Instagram e Facebook e portais de notícias. Também foram produzidos cartazes que serão distribuídos para todas as agências do INSS no país.

O Meu INSS pode ser acessado por meio de computador ou celular. Entre os serviços disponíveis, o segurado pode consultar uma calculadora que simula o tempo de contribuição e diz se o trabalhador já tem tempo para pedir a aposentadoria por idade ou por tempo de contribuição. Confira abaixo os serviços disponíveis e como se cadastrar:

Extrato do CNIS

Entre os documentos mais importantes que o INSS oferece no portal Meu INSS está o Extrato CNIS, que é a sigla para o chamado Cadastro Nacional de Informações Sociais. Cada segurado do INSS tem um cadastro pessoal vinculado ao número de PIS/Pasep ou ao Número de Inscrição do Trabalhador (NIT). Vale destacar que ambos os números podem ser encontrados na carteira de trabalho (CTPS) .

Carta de concessão

Outro documento relevante para o trabalhador é a Carta de Concessão de Benefício. Os segurados do INSS que deram entrada na aposentadoria e já estão recebendo podem analisar se o cálculo do valor está correto, considerando as contribuições feitas. As informações sobre o perfil do aposentado estão presentes apenas neste documento, que é fornecido ao segurado no momento em que a aposentadoria é liberada, ou enviado posteriormente, via Correios.

Este documento traz, de forma detalhada, tudo o que foi considerado para fixar o valor da aposentadoria. Mostra, por exemplo, os cálculos feitos para se chegar ao salário de benefício, ou seja, à renda mensal inicial.

Declaração de Consta/Nada Consta

Este documento informa a existência ou não de um benefício vinculado ao CPF do segurado. Alguns órgãos de governo costumam exigir esse documento para conferir acúmulo de benefícios, especialmente em casos de concursos públicos.

Histórico de Crédito de Benefício

É usado para comprovar que a pessoa recebe um beneficio do INSS e mostra a renda mensal. Vale para fins legais, como abertura de contas em bancos, abertura de crediários, empréstimos consignados, gratuidade no transporte interestadual e programas educacionais, entre outras finalidades.

Extrato de Empréstimo Consignado

Por meio desse documento, é possível conferir todo o histórico de créditos tomados com desconto direto no benefício previdenciário, além de outras informações, como a margem de consignação atual (percentual da renda comprometido com o pagamento das parcelas), valores das prestações e prazo de quitação.

Agendamento

Para esse serviço, não é necessário gerar senha. Pelo site, o segurado agenda dia e hora para solicitar um benefício ou um serviço numa unidade do INSS, o que também pode ser feito pela central telefônica (135). Ele pode enviar cópia de seus documentos diretamente pela internet. Os originais devem ser apresentados no dia marcado para atendimento.

Resultado de perícia

É o documento em que consta se o segurado foi considerado capacitado ou não para o trabalho. Esse serviço se destina às pessoas que solicitaram auxílio-doença e passaram por perícia médica do INSS.

Simulação de tempo de contribuição

A ferramenta simula o tempo de contribuição e diz se o trabalhador já tem tempo para pedir a aposentadoria por idade ou por tempo de contribuição. O problema é que segurados reclamam da falta de contagem de períodos de recolhimento, o que pode gerar problemas na hora de pedir a aposentadoria.

Sobre esta situação, o INSS informa que a “correção/atualização somente será realizada quando o segurado fizer o pedido do benefício, na agência”. Até 2016, o serviço podia ser agendado a qualquer tempo.

Extrato para Imposto de Renda (IR)

Com a proximidade da temporada de declaração de Imposto de Renda, os aposentados e pensionistas do INSS podem obter seus demonstrativos de rendimentos do ano anterior, considerando o ano-base para efeito de prestação de contas com o Leão.

Como se cadastrar no Meu INSS

Para utilizar o Meu INSS, é preciso fazer o cadastro no serviço, o que leva de três a cinco minutos. O segurado precisa informar o nome completo, o CPF, a data e o local de nascimento, além do nome da mãe, para que o sistema gere uma senha de acesso provisório.

Para o cadastramento, é importante ter em mãos a carteira de trabalho, pois algumas perguntas sobre a vida trabalhista e as contribuições feitas ao INSS são feitas para garantir que se trata mesmo do titular acessando a ferramenta. Há perguntas como o nome de uma empresa onde o usuário trabalha ou trabalhou, a data de admissão ou a última contribuição feita.

Se errar mais de uma pergunta, o segurado pode aguardar 24 horas para tentar um novo acesso ou ligar para a central de atendimento telefônico 135.

Assim que o login é efetuado, aparece uma mensagem instruindo o segurado a criar a própria senha. Depois desse procedimento, o interessado já pode conferir os serviços oferecidos pelo portal.

Há a possibilidade de baixar o app Meu INSS também pelo smartphone. O aplicativo está disponível para celulares com sistema operacional Android. Para realizar o download, basta acessar a Google Play Store e clicar no botão “Instalar”.

Stephanie Tondo 

Fonte:  contabeis.com.br


Compartilhe